Definida programação da Abertura Oficial da Colheita do Arroz


Os Novos Rumos do Sistema de Produção. Este será o tema da 31ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas, que ocorre de 9 a 11 de fevereiro, de forma híbrida, na Estação Experimental Terras Baixas, da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão (RS) e pela internet. Para apresentar os cenários e tendências do setor, uma programação de painéis foi definida pela organização de forma a apresentar as novidades aos produtores.

Serão ao total oito painéis que vão discutir assuntos como o futuro da produção, as opções em sistemas de irrigação, tecnologia e inovação na prática no dia-a-dia do campo, perspectivas de mercado para o arroz, soja, milho e pecuária, intensificação dos sistemas produtivos, agricultura de precisão, intensificação de pecuária à pasto, entre outros temas. Conforme o presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Alexandre Velho, o evento também abordará temas como logística com questões estratégicas para exportação, além das questões fundamentais envolvendo o meio ambiente. “Será uma programação imperdível para o produtor que quer intensificar o seu sistema de produção”, salienta.

A organização também trabalha em protocolos para garantir a segurança de todos os participantes presenciais. Entre elas estão o cadastramento antecipado e feito de forma online, a medição de temperatura na entrada, o uso obrigatório de máscaras e a disponibilização de tótens de álcool gel. O auditório, que será denominado de “Auditório Frederico Costa”, será ampliado para uma área externa com 300 metros quadrados de forma a seguir as medidas de distanciamento social. A feira e as vitrines tecnológicas, tradicionais atrações da Abertura da Colheita, terão estandes totalmente abertos para receber os visitantes.

A 31ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas tem a realização da Federarroz, correalização da Embrapa e o patrocínio premium do Instituto Riograndense do Arroz (Irga) e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *