Abertura Oficial da Colheita do Arroz destaca produtividade e aumento na área da exposição


O lançamento da 32ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, ocorrido nesta quarta-feira, 27 de outubro, destacou o protagonismo do Rio Grande do Sul na produção brasileira do cereal e a importância em continuar buscando ferramentas que viabilizem cada vez mais a cultura. O evento marcado para o período entre 16 e 18 de frevereiro de 2022, na Estação Experimental Terras Baixas, da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão (RS), terá como tema “A Produção De Alimentos No Pós-Pandemia. Novos Patamares, Novos Desafios”.

O presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Alexandre Velho, salientou a responsabilidade em relação à manutenção da segurança alimentar, especialmente devido às mudanças significativas nos dois últimos anos com a pandemia. “Este novo momento em que estamos vivendo nos traz cada vez mais a obrigação de aumentar a produtividade para que possamos enfrentar os desafios. E a Abertura da Colheita do Arroz é um evento consolidado e profissional para trazer aos produtores as ferramentas necessárias para uma boa condução dos seus negócios”, afirmou, ressaltando a necessidade da busca de outros grãos para a Metade Sul do Estado, assim como de outras forrageiras para que haja uma intensificação cada vez maior da pecuária no sistema produtivo.

Velho também salientou que a feira está com cerca de 60% dos espaços comercializados, e a expectativa é chegar até o final do ano com todos preenchidos. “A procura tem sido bastante positiva por parte das empresas expositoras. Teremos duas lavouras principais de arroz com as tecnologias da Embrapa, Irga, BASF e FMC, e uma lavoura principal de soja”, observou. O dirigente informou, ainda, que serão seguidos todos os protocolos sanitários estaduais e municipais que estiverem vigentes na época do evento, reforçando que toda a equipe que vai trabalhar no local deverá apresentar o exame do PCR, e ao público será solicitado o passaporte vacinal.

Outros pontos destacados no lançamento foram a ampliação da área de exposição e a expectativa de aumento na participação do público, com uma projeção de 8 mil pessoas. O Chefe Geral da Embrapa Clima Temperado, Roberto Pedroso, ressaltou tratar-se da maior abertura de colheita de grãos das Américas e que, no próximo ano, se encaminha para superar todas as marcas históricas. “Hoje, pensa-se em sistemas complexos de produção e de comercialização sempre com sustentabilidade. Por isso, o evento reunirá expositores da pesquisa, da produção, insumos, do setor de máquinas e implementos, entre outros. Toda a cadeia produtiva estará conectada”, enfatizou Pedroso.

Também falaram no evento, realizado no Auditório da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), o presidente da entidade, Gedeão Pereira, o presidente do Instituo Rio-grandense do Arroz (Irga), Rodrigo Machado, e o prefeito de Capão do Leão, Vilmar Motta Schmitt. Após o lançamento, foi feita a entrega das homenagens Pá do Arroz deste ano, que não pôde ser realizada em fevereiro passado em função de problemas climáticos.

A Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas é organizada pela Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), com a correalização da Embrapa e o apoio do Instituto Rio-grandense do Arroz (Irga) na condução das lavouras. A programação contará com feira, palestras, debates, homenagens, ato da Abertura Oficial e as vitrines tecnológicas.

Texto: Rejane Costa/AgroEffective | Foto: Emerson Foguinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *